• Junior Valverde

ANTIGA VILA DE PESCADORES NA CHINA CHUTA NOVA YORK E VIRA QUERIDINHA DOS BILIONÁRIOS


A China agora abriga três cidades com o maior número de bilionários do mundo, segundo dados da Global Rich List, um ranking anual preparado pela empresa de pesquisa Hurun Report. Shenzhen, considerada uma antiga vila de pescadores, bateu a Big Apple e já é chamada de "Vale do Silício" dos olhinhos puxados.


O maior número de bilionários – 144 – vive em Pequim, seguido por Xangai com 121. Nova York costumava ocupar o terceiro lugar com 110, mas foi recentemente superada por Shenzhen, uma antiga vila de pescadores que virou o Vale do Silício da China, com 113 dos bilionários do mundo.


A cidade tem se beneficiado de uma concentração crescente de riqueza, acrescentando oito bilionários à sua lista desde o ano passado.


De acordo com Heng Chen, professor associado de economia da Universidade de Hong Kong, a ascensão de Shenzhen resultou de seus esforços para tornar a cidade acolhedora para os negócios, por exemplo, oferecendo incentivos fiscais para empresas de alta tecnologia.


“A estrutura da população ainda é muito jovem em comparação com outras super cidades ou cidades de primeira linha na China, então essa é uma das razões pelas quais é um lugar muito atraente”, disse ele, acrescentando que as autoridades de Shenzhen “comprometem muitos investimentos financeiros recursos para atrair os melhores talentos do resto do mundo.”


Shenzhen começou a crescer rapidamente em 1980, depois de receber os direitos da primeira zona econômica especial da China, o que permitiu à cidade atrair investimentos estrangeiros. Como resultado, seu PIB cresceu de menos de US$ 28 milhões para cerca de US$ 475 bilhões nas últimas 4 décadas.


A cidade abriga várias das principais empresas de tecnologia da China, incluindo Huawei e Tencent, que segundo analistas atrai outros grandes nomes. Em 2021, cerca de 2.500 novas empresas de alta tecnologia foram criadas em Shenzhen, totalizando cerca de 17.000, segundo dados do governo local.


O Hurun Report diz que havia 3.381 bilionários no mundo em 14 de janeiro, 153 a mais que no ano anterior, com 1.133 deles vivendo na China. Zhong Shanshan, fundador da empresa de bebidas Nongfu Spring, é a pessoa mais rica da China, com um patrimônio líquido de US$ 72 bilhões.


O fundador da ByteDance (proprietário do TikTok), Zhang Yiming, é o segundo com US$ 54 bilhões, e Zeng Yuqun, chefe da fabricante de baterias para veículos elétricos CATL, é o terceiro com US$ 53 bilhões.


No entanto, não há bilionários chineses na lista global dos 10 melhores, e o CEO da Tesla e da SpaceX, Elon Musk, com um patrimônio líquido de mais de US$ 200 bilhões, continua sendo a pessoa mais rica do mundo.


Tags: #SevenJoin #Inovação #Ideias #NovosNegócios #Empreendedorismo #Consultoria #ConsultoriaDeInovação #Intraempreendedorismo #Business #Tecnologia #MetodolodiasAgeis #CasesDeSucesso #Crowdsorcing #B2U #Universidades #DVNB #Startups #Tendências #Futuro #Bilionários #China #Xangai #Shenzhen #GlobalRichList



8 visualizações0 comentário