• Junior Valverde

APÓS GANHAR A INTERNET, KIM KARDASHIAN PASSA A INTEGRAR A LISTA DE BILIONÁRIOS DA FORBES


Você reconhece essa moça com bumbum avantajado e que fez um mega sucesso ao pousar para a capa da revista Paper em 2014? Pois é... Kim Kardashian West já quebrou a internet ao conquistar a maior quantidade de seguidores no mundo, acertou em cheio o champagne na taça e agora pode comemorar: ela acaba de integrar a lista dos maiores bilionários do mundo da Revista Forbes.


Quando Kim Kardashian West foi mencionada pela primeira vez nas páginas da Forbes em 2011, era simplesmente uma contagem de seus seguidores no Twitter: 6,6 milhões, logo abaixo de Barack Obama e logo acima de Ashton Kutcher.


Cinco anos depois, ela apareceu na capa da Forbes graças ao seu jogo para celular em expansão, que a ajudou a ganhar $ 51 milhões naquele ano. Agora, ela entra oficialmente na lista dos "Bilionários do Mundo" pela primeira vez, se juntando às fileiras de Jeff Bezos, Elon Musk e outros magnatas:.


A Forbes lançou sua lista anual "World Billionaire List" nesta terça-feira (6). A revista disse que os negócios em expansão, como a KKW Beauty and Skims, ajudaram a colocá-la no topo para atingir o benchmark bilionário quando adicionados a seu programa de televisão e acordos de patrocínio.

Kardashian West lançou a KKW Beauty em 2017, e a Coty (COTY) adquiriu uma participação de 20% na linha de cosméticos em uma operação no ano passado que avaliou o negócio em US $ 1 bilhão. A Forbes disse que sua participação restante no empreendimento vale cerca de US$ 500 milhões.


Há também sua outra companhia: Skims, uma coleção de shapewear e macacões que envolvem a figura corporal. A Forbes disse que ela tem uma participação majoritária no negócio privado, que não divulgou receita - mas uma fonte disse à revista que a empresa está avaliada "em US $ 500 milhões". Isso significa que sua aposta possivelmente vale US$ 225 milhões, o que é "o suficiente para elevar sua fortuna para US$ 1 bilhão", de acordo com a Forbes.


Kardashian West também possui ativos em dinheiro, investimentos e imóveis. E embora o programa de televisão E! Show está prestes a terminar, um novo acordo com o Hulu para criar conteúdo manterá o dinheiro da TV fluindo.


Não é a primeira vez que a família Kardashian-Jenner aparece em uma lista da Forbes. A revista já gerou polêmica por coroar sua irmã mais nova, Kylie Jenner, a bilionária mais jovem de todos os tempos, aos 21 anos.


Os críticos argumentaram que Jenner não pode ser considerada self-made porque ela vem de uma família rica e conhecida.


Em fevereiro, Kardashian West pediu o divórcio de Kanye West, citando diferenças irreconciliáveis. O próprio Kanye vale cerca de US$ 6,6 bilhões, com a grande maioria de sua riqueza vinculada a seus negócios de vestuário.

A lista dos 25 Bilionários

Jeff Bezos é a pessoa mais rica do mundo pelo quarto ano consecutivo, com uma fortuna estimada em US$ 177 bilhões, US$ 64 bilhões a mais do que no ano passado – resultado do aumento das ações da Amazon. Elon Musk, o maior ganhador em dólares, disparou para o segundo lugar com uma fortuna de US$ 151 bilhões, US$ 126,4 bilhões a mais do que um ano atrás, quando ficou em 31º lugar e tinha “apenas” US$ 24,6 bilhões.


O principal motivo para essa performance foi o aumento de 705% nas ações da Tesla. O magnata francês do luxo, Bernard Arnault, manteve o terceiro lugar, mas sua fortuna quase dobrou: foi de US$ 76 bilhões para US$ 150 bilhões graças ao aumento de 86% nas ações da LVMH, conglomerado que inclui marcas como Louis Vuitton, Christian Dior e a varejista de cosméticos Sephora.


As fortunas dos dez mais ricos somadas é de US$ 1,15 trilhão, quase o dobro dos US$ 686 bilhões do ano passado. Ao todo, os bilionários da Europa estão US$ 1 trilhão mais ricos do que há um ano.


Este ano, há quatro pessoas cujas fortunas equivalem a US$ 100 bilhões ou mais. No ano passado, apenas Bezos era dono de um patrimônio assim. Além dele, de Musk e Arnault, há também Bill Gates, que ocupa o quarto lugar com US$ 124 bilhões, impulsionado pela força das ações que possui na Microsoft, Canadian National Railway e na fabricante de tratores Deere & Company.


O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, completa o top 5 com US$ 97 bilhões, US$ 42,3 bilhões a mais do que um ano atrás. As ações da rede social aumentaram 80% em 2020, quando pessoas ao redor do mundo usaram suas plataformas de mídia social para manter contato. A mulher mais rica deste ano é a herdeira dos cosméticos Francoise Bettencourt Meyers, da França.


Warren Buffett é a sexta pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio de US$ 96 bilhões. É o primeiro ano desde 1993 que o respeitado investidor que administra a Berkshire Hathaway não aparece entre os cinco primeiros. Também conhecido como Oráculo de Omaha, o bilionário de 90 anos acumulou US$ 28,5 bilhões a mais do que em 2020.


Os EUA ainda tem mais bilionários do que qualquer outro país, com 724, mas a China está fechando o cerco com 698 representantes (essa conta inclui 71 de Hong Kong e 1 de Macau). No ano passado, eram 614 bilionários norte-americanos contra 456 chineses. A Índia tem o terceiro maior número de bilionários, com 140. Ao todo, os 1.149 bilionários dos países do território Ásia-Pacífico detêm US$ 4,7 trilhões, enquanto os bilionários norte-americanos valem US$ 4,4 trilhões.


Um recorde de 1.975 bilionários são considerados self-made – no ano passado eram 1.457. Isso equivale a 72% da lista (contra cerca de 70% em 2020). É uma mudança marcante em relação à lista de bilionários de 2001, quando apenas 49% do total das 565 pessoas mais ricas do mundo tinham essa característica.


Algumas sinalizações importantes foram detectadas em relação aos 493 recém-chegados: criptomoedas, SPACs (empresas de aquisição de propósito específico), IPOs tradicionais e assistência médica relacionada à Covid-19.


Sessenta e uma pessoas que apareceram na lista de 2020 foram excluídas na nova edição, o menor número em uma década. Entre as saídas mais notáveis estão a de Kylie Jenner, integrante da família Kardashian e empreendedora do setor de beleza, e o governador da Virgínia Ocidental Jim Justice.


Vinte e três bilionários morreram desde meados de março de 2020, incluindo Benjamin de Rothschild, da Suíça, herdeiro de uma fortuna bancária histórica; o magnata do banco brasileiro que leva seu sobrenome Joseph Safra; e o proprietário dos cassinos Sheldon Adelson.


Em 27 de março, depois que a Forbes finalizou a classificação deste ano, o bilionário tcheco Petr Kellner morreu em um acidente de helicóptero no Alasca. Sua fortuna de US$ 17,5 bilhões, que provavelmente passará para sua esposa e filhos, está incluída em no levantamento.


*Confira a reportagem completa da Revista Forbes.


Tags: #SevenJoin #Inovação #Ideias #NovosNegócios #Empreendedorismo #Consultoria #ConsultoriaDeInovação #Intraempreendedorismo #Business #Tecnologia #MetodolodiasAgeis #GestãoEficaz #CasesDeSucesso #Crowdsorcing #Forbes #Bilionários #Lista #Mundo

9 visualizações0 comentário