• Junior Valverde

CHINA FARÁ 1º TESTE PARA TIRAR SUA MOEDA EM CIRCULAÇÃO DO PAPEL E TORNA-LÁ 100% DIGITAL


De olho no mercado financeiro internacional e nas tendências tecnológicas, a China caminha para realizar o primeiro teste para tirar literalmente do papel a moeda local (yuan) e transformá-la em 100% digital. A aposta primária não é competir contra o dólar no exterior, mas sim aprimorar o que pode virar tendência no futuro.


A China ainda não fez uma implementação nacional do yuan digital, que vem desenvolvendo desde 2014, mas está se concentrando em testes na forma de loterias em todo o país. O gigante asiático distribuirá 40 milhões de yuanes (US$ 6,2 milhões) de sua moeda digital para cidadãos em Pequim em uma loteria.


Moradores da capital chinesa poderão usar dois aplicativos bancários para se inscrever para ganhar um dos 200 mil chamados pacotes vermelhos como parte da loteria, de acordo com o Departamento de Administração e Supervisão Financeira Local de Pequim.


Cada envelope contém 200 yuanes (cerca de US$ 31) em moeda digital, que podem ser gastos com comerciantes selecionados. O prazo para se inscrever é a meia-noite do dia 7 de junho.


Li Bo, vice-governador do Banco Popular da China (PBOC, na sigla em inglês), disse em abril que o banco central expandiria o escopo de seus projetos-piloto e poderia até mesmo permitir que visitantes estrangeiros nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim em 2022 o usassem.


Em fevereiro, a cidade de Chengdu, no sudoeste da China, distribuiu 40,2 milhões de yuanes em moeda digital. No ano passado, outras cidades, como o centro de tecnologia chinês de Shenzhen, realizaram suas próprias loterias.


O yuan digital não é uma criptomoeda como o bitcoin. Por um lado, é emitido por uma autoridade monetária - o PBOC - enquanto o bitcoin não é. Os esforços da China são um exemplo de moeda digital emitidas por um banco central que tem como objetivo digitalizar notas e moedas em circulação.


Em abril, o vice-governador Li do PBOC reiterou que o yuan digital era para uso doméstico e não para tentar desafiar o domínio do dólar americano.


“Para a internacionalização do yuan, dissemos muitas vezes que é um processo natural e nosso objetivo não é substituir (o) dólar americano ou qualquer outra moeda internacional”, disse Li. “Acho que nosso objetivo é permitir que o mercado escolha e facilite o comércio e os investimentos internacionais.”


Os testes contínuos do yuan digital pela China ocorrem no momento em que as autoridades renovam a repressão ao setor de criptomoedas no país. Embora as trocas locais de criptomoedas tenham sido proibidas em 2017, os reguladores agora estão voltando sua atenção para o combate à mineração de bitcoin.


Tags: #SevenJoin #Inovação #Ideias #NovosNegócios #Empreendedorismo #Consultoria #ConsultoriaDeInovação #Intraempreendedorismo #Business #Tecnologia #MetodolodiasAgeis #GestãoEficaz #CasesDeSucesso #Crowdsorcing #China #Mercados #MercadoFinanceiro #Moedas #Yuan

2 visualizações0 comentário