• Junior Valverde

O SONHADO MOMENTO CHEGOU: AMAZON PERMITIRÁ QUE FUNCIONÁRIOS VACINADOS NÃO USEM MAIS MÁSCARA


Até que enfim! A Amazon comunicou nesta quarta-feira (19) que deixará de exigir máscaras faciais para trabalhadores totalmente vacinados dentro de depósitos, exceto onde exigido por lei. O tão sonhado momento poderá virar tendência em países onde a vacinação contra a Covid-19 está avançada.


A partir de segunda-feira (24), os funcionários de operações totalmente vacinados nos EUA não serão mais obrigados a usar uma cobertura facial no trabalho, a menos que seja obrigatório por regulamentos estaduais ou locais, de acordo com um aviso enviado pela Amazon aos trabalhadores que foi obtido pela rede americana CNBC.


A Amazon confirmou à CNBC que está atualizando suas políticas de máscara para trabalhadores totalmente vacinados - considerados aqueles que passaram 14 ou mais dias desde a dose final da vacina e sem nenhum sintoma. Os trabalhadores também devem ter uma cópia de seu cartão de vacina, disse a empresa.


“UM ENORME agradecimento a todos que priorizaram e continuam a priorizar nossas medidas de segurança contra a Covid-19”, disse a empresa no aviso aos trabalhadores. “Os últimos 14 meses nem sempre foram fáceis, mas sua dedicação continua sendo apreciada por líderes e clientes em todo o país. Mal podemos esperar para ver o seu sorriso. ”


Para verificar se os trabalhadores foram vacinados, a Amazon exigirá que os funcionários insiram suas informações sobre a vacina em um portal interno de funcionários, chamado de “A a Z”. Funcionários totalmente vacinados receberão uma marca de verificação verde na tela, que eles mostram como prova ao entrarem em suas instalações no início de seu turno.


No início de junho, a Amazon disse que fornecerá aos trabalhadores um adesivo de marca de seleção verde que eles podem adicionar ao crachá, significando que estão totalmente vacinados e permitindo que eles entrem no trabalho sem o rosto cobrindo ou verificando seu status de vacinação. Em meados de junho, a Amazon disse que vai pedir aos trabalhadores que carreguem uma foto de seu cartão de vacina no portal interno.


Todos os outros protocolos de segurança da Covid-19 permanecerão os mesmos, disse a Amazon. Em março passado, a companhia começou a tomar certas precauções de segurança dentro dos armazéns, como instruir os funcionários a lavar as mãos, usar desinfetante para as mãos e praticar o distanciamento social.


A Amazon se junta a uma lista crescente de varejistas e restaurantes que diminuíram os requisitos de máscara desde que os Centros de Controle e Prevenção de Doenças anunciaram, no início deste mês, que pessoas totalmente vacinadas não precisam mais cobrir seus rostos em ambientes fechados.


Costco, Walmart, Chipotle, Target e Starbucks estão entre várias empresas que atualizaram seus requisitos de máscara. Home Depot, Gap e Ulta Beauty estão entre aqueles que disseram que manteriam suas precauções de segurança por enquanto.


A Amazon não exigiu que seus funcionários de linha de frente fossem vacinados, mas estimulou os funcionários a tomar vacina contra o coronavírus, oferecendo-lhes um bônus de até US$ 80. Além disso, disse aos novos contratados que eles receberão US$ 100 por mostrarem o comprovante de vacinação.


A Amazon em março começou a implantar clínicas de vacinação no local em depósitos em Missouri, Nevada e Kansas. Desde então, as clínicas foram abertas em mais de 250 depósitos nos Estados Unidos e Canadá, cobrindo mais de meio milhão de funcionários de depósito e entrega de linha de frente.


Tags: #SevenJoin #Inovação #Ideias #NovosNegócios #Empreendedorismo #Consultoria #ConsultoriaDeInovação #Intraempreendedorismo #Business #Tecnologia #MetodolodiasAgeis #GestãoEficaz #CasesDeSucesso #Crowdsorcing #Amazon #Covid19 #Coronavírus #Vacinação #RecursosHumanos

6 visualizações0 comentário