• Junior Valverde

RITMO DE ATLETAS? SMART FIT ESTREIA NO MERCADO DE AÇÕES. AQUI ESTÁ O QUE VOCÊ PRECISA SABER!


Faltam poucas horas para a estreia da rede de academias Smart Fit na Bolsa de Valores de São Paulo. O objetivo da empresa é captar recursos para financiar seu crescimento, além de adquirir empresas rivais. Você vai vestir a camiseta da Smart Fit nessa jornada? Descubra todos os detalhes dessa operação.


A Smart Fit (que será negociada pelo código SMFT3) vai iniciar nesta quarta-feira (14) sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na B3 (popularmente conhecida como a Bolsa de Valores de São Paulo). O objetivo de entrar para o mercado de ações é que a companhia seja capaz de buscar recursos para financiar seu crescimento orgânico e comprar empresas rivais.


As ações da empresa estão precificadas para iniciar o pregão cotadas a R$ 23,00, um pouco acima da média do intervalo proposto (R$ 20 a R$ 25), de R$ 22,50. Durante o período de reserva entre 29 de junho e 9 de julho, a rede de academias de ginástica já captou R$ 2,3 bilhões junto aos investidores. Tudo isso antes de estrear hoje na bolsa.


A companhia contratou o Itaú BBA como coordenador líder da oferta, além das presenças de Morgan Stanley, BTG Pactual, Santander Brasil e ABC Brasil para cativar investidores.


Apesar do forte impacto imposto pelas restrições da pandemia, a SmartFit promete se recuperar e ir longe: o número de clientes cresceu 3% em junho de 2021, na comparação com maio do mesmo ano. A informação foi divulgada em comunicado enviado mercado financeiro no dia 7 de julho.


A empresa ainda afirmou que o percentual de academias abertas subiu 4% apenas no mês de junho de 2021, de 981 para 941 no total. Com a aposta de iniciar as operações no mercado de ações, a empresa quer abocanhar o Brasil e se tornar referência!


A rede Smart Fit já oferece aula de ginástica, fit dance, musculação, espaços funcionais e cardio, além de treinos para fazer tudo o que você necessita e aonde quiser.


>> Você já vestiu a camisa da Smart Fit? É pra malhar ou apostar? Conheça mais sobre a empresa no vídeo a seguir:

O início de tudo


Em 2008, Edgard Corona já era conhecido pela sua rede de academias Bio Ritmo. Mas se a Academia Bio Ritmo atendia plenamente as classes A/B, como levar a atividade física para todos? Como democratizar a atividade física, mas sem perder qualidade?


Ao conversar com uma atendente ele perguntou: “O que você acha da academia que tem aqui, a Bio Ritmo?”. Ela respondeu que adoraria frequentar uma academia daquele padrão, mas era muito cara para ela...


Para fazer da ideia uma realidade, o empresário cruzou os Estados Unidos, visitando as academias. Ao voltar ao Brasil, Edgard estava decidido de abrir a Smart Fit e não cobrar mais de R$ 49,90 a mensalidade, um preço muito abaixo das demais academias (em torno de, no mínimo, R$ 300).


A primeira Academia Smart Fit inaugurou em 2009, em São Paulo (Morumbi), logo seguida por mais academias na Capital Paulista, Rio de Janeiro, Brasília e Porto Alegre. No mesmo ano, o grupo contratou o Instituto Gallup para realizar medições e implementar métricas de satisfação de clientes, ouvidoria e engajamento de funcionários. Foi a primeira rede de academias de ginástica do mundo a contratar este tipo de serviço.

Qual o segredo da Smart Fit? Atender a enorme demanda reprimida no país!


"O cliente é um só e vive em dois mundos: um físico (off) e outro digital (on)", são as palavras do dono. Com esta lógica, a Smart Fit criou, a partir de 2017, uma série de inovações tecnológicas para fazer parte da vida do cliente, e não só quando ele está na academia.


Foi neste ano que foi lançado o aplicativo Smart Fit Coach que, mais do que um simples aplicativo de treinos, se diferencia por ser feito com treinos montados pelos próprios professores da Smart Fit, gerando uma proximidade e identificação muito maior.


A parceria com Google ficou ainda mais forte, a ponto da Smart Fit se tornar beta em todos os produtos da plataforma. Surgiu o projeto "Online to Store", uma forma de venda inovadora, que traz o cliente que está fisicamente próximo de qualquer academia da marca através de promoções online.


Então veio 2020... e o mundo inteiro mudou!


O ano começou bem para o grupo. Desde dezembro de 2019, havia rumores de uma síndrome respiratória aguda provavelmente transmitida por animais na China, mas ninguém deu muita importância.


As coisas mudaram radicalmente em março de 2020, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou estado de pandemia mundial. Mesmo antes de qualquer determinação governamental, a Smart Fit percebeu a gravidade da situação e em fevereiro fechou todas as mais de 700 academias na América Latina.


A reabertura veio aos poucos, sempre seguindo os decretos de cada município, com as medidas de segurança mais rígidas. O mundo não voltou ao normal. Talvez nem haja o tão falado “novo normal”. Talvez o melhor mesmo seja apenas “normal”.


Enquanto isso, as academias e estúdios estão abertos, recebendo seus clientes e incentivando a atividade física. Agora, mais do que nunca, ficou claro que treinar não é só uma questão estética, mas principalmente de saúde.


>> Vídeo da Smart Fit sobre os dias atuais:

Aquisições em todo o Brasil


Em meio à pandemia de Covid-19, a Smart Fit celebrou um contrato em 5 de março para compra da Just Fit, uma rede que opera 27 academias no estado de São Paulo.


A Smart Fit, na ocasião, vivia em um momento desafiador. A empresa perdeu 690 mil alunos “tradicionais”, aqueles que vão à academia, desde junho do ano passado. Na época eram 2,03 milhões de alunos.


O valor da transação será apurado e pago após evento de liquidez. A conclusão do negócio depende de aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).


Tags: #SevenJoin #Inovação #Ideias #NovosNegócios #Empreendedorismo #Consultoria #ConsultoriaDeInovação #Intraempreendedorismo #Business #Tecnologia #MetodolodiasAgeis #GestãoEficaz #CasesDeSucesso #Crowdsorcing #B2U #Universidades #MercadoFinanceiro #Mercados #Finanças #Análise #Perspectivas #IPO #Estreia #SmartFit

17 visualizações0 comentário